MD abre janela de filiação e agita bastidores

Nascido efetivamente na última quarta-feira, quando o PMN confirmou o processo de filiação com o PPS, o partido Mobilização Democrática (MD) reabre a janela partidária, fechada desde a criação do PSD, e a migração de políticos promete remexer os bastidores da política baiana. Segundo uma das principais lideranças do novo partido na Bahia, o vereador de Salvador Joceval Rodrigues, há a expectativa de que a nova legenda abrigue nomes fortes do cenário político e atinja muito maiores que as atuais nas bancadas na Câmara de Vereadores da capital e na Assembleia Legislativa – no estado, tanto PPS quanto PMN não possuem cadeira atualmente.

“Vários deputados nos procuraram, mas eu prefiro não antecipar nada. Quando abre a janela e falamos em descontentes, sempre há a migração de deputados”, comenta Rodrigues, único baiano no diretório nacional do MD. “Preferi deixar a direção estadual do partido para a negociação com os nomes que podem vir a integrar o partido”, informa o também líder do governo de ACM Neto (DEM) no legislativo de Salvador. “Nós não queremos criar nenhum tipo de empecilho para a discussão com os interessados em integrar o quadro, por isso não posso adiantar nada”, evadiu-se Rodrigues.

Com 14 deputados na Câmara Federal – nenhum baiano -, a nova sigla, entretanto, ainda não possui representação na Assembleia Legislativa, situação que tende a ser alterada em breve. Segundo o integrante do diretório nacional, entretanto, o novo partido trabalha com a hipótese de chegar a segunda maior bancada da Câmara de Salvador e estar entre as mais numerosas no legislativo baiano. “Queremos ter a quarta ou quinta bancada na Assembleia”, revela Rodrigues, mostrando o otimismo no fluxo migratório. E, de acordo com ele, não há qualquer alteração na herança do PPS no posicionamento com relação aos governos federal e estadual. “Fazemos parte do palanque de oposição e vamos crescer no campo das oposições”, assegura.

Mesmo escondendo eventuais nomes que podem vir a participar dos quadros do MD, Rodrigues não negou as informações veiculadas pelo site Política Livre, em que são citados os ex-prefeitos de Salvador João Henrique, hoje no PP, e Antonio Imbassahy (PSDB). “Não posso revelar se existe ou não conversas”, tangencia. Nos bastidores, porém, circula a informação de que João Henrique teria procurado a direção do PPS anteriormente para tentar controlar o partido na Bahia e que agora, com a criação do MD, estaria disposto a fazer novas investidas. Já o deputado federal Antonio Imbassahy negou com veemência qualquer possibilidade de sair do PSDB. “Isso não existe. Estou muito bem no PSDB. Essa informação é absolutamente infundada”, garantiu o tucano.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia dos dias 20 e 21 de abril de 2013

Anúncios
Comments
One Response to “MD abre janela de filiação e agita bastidores”
Trackbacks
Check out what others are saying...


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: