Deputados sem partido devem se filiar até o final de setembro

A menos de um mês para o fim do prazo para filiação dos políticos que desejam ser candidatos em 2014, quatro deputados estaduais baianos têm praticamente selados os destinos políticos. Por enquanto, apenas Sandro Régis anuncia publicamente a definição da nova casa, o Democratas, porém, nos bastidores, comenta-se a aproximação de Elmar Nascimento e Targino Machado das lideranças do DEM, enquanto Bruno Reis caminha em direção ao PPS. Régis, único a declarar que a filiação já tem data marcada, o dia 25 de setembro, prefere não falar dos demais companheiros de Legislativo. “Isso é melhor perguntar a cada um deles”, evade-se.

“Vou me filiar no dia 25 ao Democratas. Na verdade, vou legitimar uma situação, até pelas minhas relações pessoais com o ex-governador Paulo Souto, o prefeito de Salvador, ACM Neto, e o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo. Vou manter a minha formação política, que sempre foi ligada ao DEM”, afirma Régis, que solicitou desligamento do PR após a migração da legenda para a base do governo estadual e teve o pedido aceito pela Justiça Eleitoral sem colocar em risco o mandato. “Desde que nós perdemos a eleição em 2010, eu me mantive na oposição e vou continuar o meu trabalho na oposição”, assegura o quase democrata

Ida para o DEM é certa

Segundo Régis, “sob as bênçãos de Paulo Souto e ACM Neto”, a filiação ao DEM está garantida. Filiado ao antigo PL como parte da estratégia do antigo PFL de manter aliados em diversas siglas, o deputado estadual não mostra receio ao avaliar a disputa com outros nomes da futura sigla. “A oposição vai fazer um grande número de deputados estaduais. O povo cansou desse modelo de governo que está aí”, alfineta.

Outro a citar o prefeito de Feira de Santana foi o companheiro de Legislativo de Régis, Targino Machado. Ele, que emigrou do PSC, disse à Tribuna que um encontro amanhã deve definir o seu futuro político. “Terei um bate-papo com o meu líder José Ronaldo, prefeito de Feira de Santana, que pode estabelecer para onde vou. Só tenho uma certeza: não vou para um partido pequeno”, reitera Targino. Segundo o parlamentar, o argumento é evitar que o “PT compre o partido, como fez com o PSC”.

Os deputados Elmar Nascimento e Bruno Reis não foram localizados para comentar os destinos políticos. Nos bastidores, no entanto, correm fortes as informações de que ambos tiveram destinos selados, o primeiro para o DEM e o segundo para o PPS – Reis chegou a falar sobre a articulação para trazer Elmar e Régis para o PPS, porém a negociação não avançou.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 10 de setembro de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: