Wagner anuncia metrô até Cajazeiras

Empolgado com o que considerou uma resolução para o problema do sistema metroviário de Salvador, a escolha da empresa vencedora da licitação, o governador Jaques Wagner antecipou uma medida que deve ser anunciada apenas em setembro pela presidente Dilma Rousseff, um aporte de R$ 700 milhões para ampliar o metrô de Pirajá até Águas Claras. “A presidente Dilma deu um presente para a Bahia, um presente de R$ 700 milhões para levar o metrô de Pirajá até Águas Claras, para atender toda a população de Cajazeiras, que vai ser integrado ao atual sistema”, apontou Wagner.

De acordo com o governador, a medida, no entanto, ainda não possui um cronograma completamente definido. “Em setembro, a presidenta vai anunciar mais uma etapa do PAC da Mobilidade Urbana e Salvador vai ser contemplada. Não tenho detalhes técnicos, mas posso antecipar que o metrô vai chegar até Cajazeiras”, afirmou Wagner.

Segundo o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Eduardo Copello, a previsão é que o Grupo CCR, vencedor da licitação em vigor, conclua os estudos e os projetos da extensão até Águas Claras em 180 dias e, então, haverá uma avaliação da modalidade adequada para construir o trecho e iniciar a operação, podendo ser realizada uma nova licitação. Ou até mesmo adicionado ao contrato da licitação atual, conforme avaliação do governador.

“As quatro empresas que manifestaram interesse em participar do processo foram informadas dessa extensão e, a depender da tramitação jurídica, o Grupo CCR pode ficar responsável”, sugeriu Wagner. Ainda que não haja uma previsão clara para a chegada do metrô até Cajazeiras, o governador sinalizou alguns marcos que devem ser seguidos para a conclusão da obra da licitação em curso.

Segundo Wagner, até junho de 2014 o primeiro trecho deve entrar em operação, ligando a Estação da Lapa à Estação Retiro, e o segundo tramo da linha 1, até Pirajá, até dezembro do mesmo ano. Na sequência passam a ser realizados os trâmites para as conclusões das estações na região da atual Rodoviária, do Imbuí e, finalmente, de Lauro de Freitas. Wagner, todavia, admitiu a hipótese de adiamento da operação do primeiro tramo para setembro do próximo ano, com operação de teste durante a Copa do Mundo de 2014.

“Agora vou me dedicar ao trem metropolitano, para dar uma solução a um outro problema”, profetizou o governador, citando o projeto de criação de um sistema baseado na proposta de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ligando a capital baiana a municípios da região metropolitana como Camaçari, Simões Filho e Dias D’Ávila. “Temos que comemorar. O metrô de Salvador é a primeira obra do PAC do Metrô a ser licitada no Brasil”, concluiu Wagner, sem esquecer da razão da coletiva de imprensa.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 22 de agosto de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: