Khoury desembarca na Educação e filiação ao PTN é iminente

Conforme antecipado pela Tribuna, a opção por Jorge Khoury na Secretaria de Educação, no lugar de João Carlos Bacelar, é um indicativo de que o PTN vai permanecer na bancada de governo – apesar de vereadores do partido bradarem em público o contrário. O nome de Khoury teve o martelo batido pelo prefeito ACM Neto após sugestão de seu antecessor e, segundo informações de bastidores, mantém a pasta sob tutela da sigla, pois a expectativa é que o novo titular se filie ao PTN antes de outubro – a presença de Bacelar e de edis da legenda na transmissão de cargo sinaliza uma sucessão tranqüila.

“Nós temos agido com toda transparência, falando com muita clareza. O secretário João Carlos Bacelar foi a mim no começo da semana passada, comunicou a decisão dele, que tinha outras prioridades no seu projeto político, voltar para a Assembleia Legislativa, construir um mandato de deputado federal, que já é de conhecimento público. Eu respeitei”, afirmou o prefeito. “Minha relação com João Carlos Bacelar é de longa data. Em diferentes posições. Isso não vai acabar, a nova relação de amizade não vai mudar. O PTN é da nossa base política e isso não vai mudar”, assegurou ACM Neto.

Para o novo secretário, a ideia é dar continuidade às ações executadas pela pasta. “Vou começar a estudar os projetos e dar sequência ao programa do prefeito ACM Neto, através de um planejamento estratégico. Entro como membro de uma equipe que precisa dar sequência ao trabalho que já vem sendo executado, a exemplo do fortalecimento do ensino em tempo integral, alfabetização de alunos até os seis anos de idade, além da requalificação da estrutura física da rede e, acima de tudo, da valorização do profissional que trabalha pela qualidade do ensino municipal”, garantiu Khoury, que foi candidato a deputado federal em 2010 pelo DEM e não obteve a reeleição. Sem falar sobre o tema, o secretário está sem partido e, segundo fontes próximas aos dirigentes estaduais do PTN, deve fazer dobradinha com Bacelar em busca de uma vaga para a Câmara Federal no próximo ano.

Sobre um eventual desalinhamento entre a bancada o PTN na Câmara de Vereadores e o Palácio Thomé de Souza, quem assegurou que isso não acontecerá foi o próprio Bacelar. “Nossa aliança com o prefeito é programática e voltada para o bem da cidade”, enfatizou. Ele garantiu ainda que o PTN continua ao lado do prefeito, sem nenhuma exigência por cargos.

Continuidade é foco na secretaria

Durante a solenidade de transmissão do cargo de Secretário de Educação, o prefeito ACM Neto frisou que foi uma escolha pessoal, apesar de dirigentes do PTN sugerirem que houve o aval da sigla para que Jorge Khoury substituísse João Carlos Bacelar. “Eu entendo que é o mais preparado nesse momento para liderar a secretaria de Educação”, ressaltou o prefeito.

Questionado sobre o foco exigido do novo secretário, o prefeito foi direto. “A recomendação é que a gente continue trabalhando para melhorar a qualidade de ensino em Salvador. Eu quero até o final do ano todas as escolas com professores e nós vamos para isso contratar 500 concursados, talvez tenhamos que ampliar ainda mais o número de contratados. Pedi para ele para acelerar o ritmo das obras de recuperação da rede das escolas”, relatou ACM Neto, citando ainda a construção de 15 novas unidades para começar a funcionar no ano que vem.

Um dos calos da secretaria, o relacionamento com o APLB-Sindicato, que representa os professores, Khoury antecipou que pretende avançar na remuneração dos profissionais. “Queremos manter uma relação ainda mais próxima com a APLB porque entendemos que precisamos ter um bom diálogo para avançar nas propostas”, sugeriu o novo secretário. Para o ex-titular da pasta, a sensação foi “de dever cumprido”. “Evoluímos bastante em vários pontos. Hoje, os salários dos professores em Salvador estão entre os melhores do Brasil. Esse ano, pela primeira vez teremos um professor em cada sala de aula. Recuperamos e ampliamos 180 escolas. Na gestão do prefeito ACM Neto, que tem tratado a educação como prioridade”, apontou Bacelar.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 1º de agosto de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: