Políticos dizem que é preciso refletir sobre o movimento que vem das ruas

Ainda chacoalhada pelas recentes mobilizações populares que tomam as ruas de todo o país, a classe política avalia que o momento da tradicional festa de São João no Nordeste deve ser utilizado para reflexão sobre o atual cenário brasileiro. A posição foi defendida por deputados de governo e de oposição consultados pela Tribuna, que reafirmam o direito da população de ir às ruas e reivindicar melhores condições de vida tanto nas capitais quando nas cidades do interior do estado.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Zé Neto (PT), garante que não vai alterar sua programação para o São João por conta das manifestações, porém admite que o alerta está ligado para os políticos. “O que aconteceu no Brasil já muda a pauta da política nacional. Os que não entenderam o recado das ruas perderam o bonde da história. Agora é preciso entender o recado com cuidado. As manifestações têm reivindicações justas, mas tudo isso tem que ser balizado”, sugere o petista. Para ele, “os baderneiros não representam o movimento”.

Tendo as instituições políticas como vitrine para as manifestações, o líder governista indica que, apesar das mobilizações, não há como identificar um alvo único para as críticas nas manifestações. “O que conquistamos é nosso, não é de nenhum partido”, assegura Zé Neto, ao lembrar, todavia, que os últimos 10 anos foi permeado por avanços no Brasil, do ponto de vista econômico, social e democrático. “Não estamos vivendo o pior dos ‘Brasis’, estamos vivendo o melhor momento do nosso Brasil”, frisa a liderança do governador Jaques Wagner na Assembleia.

Oposição aproveita para alfinetar

Por mais que pareçam concordar sobre a postura reflexiva com que a classe política deve aproveitar o feriadão, representantes da oposição aproveitam o momento para provocar os governistas. Assim como o deputado Zé Neto (PT), o líder oposicionista, Elmar Nascimento (PR), não alterou sua agenda para o São João – que inclui assistir ao jogo do Brasil contra a Itália no sábado. Ele, no entanto, avalia que as manifestações que tomam conta das ruas do Brasil servem para alertar o governo federal sobre a “política econômica equivocada dos últimos tempos”.

“A população demorou até muito. A sociedade manda o seu recado para a oposição, que deve recrudescer a sua atuação, e mais ainda para o governo, de que as políticas implantadas não têm funcionado. Já são dez anos no governo federal e seis no estadual. Não dá para continuar culpando o passado”, alfineta Nascimento. O líder da oposição, embora admita que a classe política é alvo de protestos, afirma não temer reações negativas. “Mantive a coerência e acredito que tenho minha parcela de contribuição, fazendo oposição como fui eleito para fazer”, aponta.

Para o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), “todos os políticos vão estar com a cabeça nas manifestações” durante o período de São João. O peemedebista considera que o momento deve ser aproveitado pelos políticos para fazer uma reflexão sobre a atuação de cada um. “Estava havendo uma dissociação da classe política da população, o que não deve acontecer. Esse é um alerta que o povo está acompanhando”, completa.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 22 e 23 de maio de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: