Rui Costa é o candidato mais perigoso, diz Léo Prates

Instado a falar sobre a posição defendida pelo deputado estadual Bruno Reis (PRP) de que o candidato mais forte da base do governo estadual à sucessão de Jaques Wagner, o vereador Léo Prates (DEM) avaliou que o secretário da Casa Civil, Rui Costa (PT), é “o candidato mais perigoso que o governo tem”. A opinião foi emitida no programa Acorda Pra Vida, da rádio Tudo FM (102,5), e é baseada no envolvimento esperado de Wagner numa eventual campanha pelo candidato apontado como favorito pelo governador.

“Ele é um candidato fortíssimo, a eleição da presidente Dilma mostra que quando um governador ou um presidente se envolve pessoalmente você tem uma eleição muito dura e é o próprio desejo que a gente ouve no Partido dos Trabalhadores”, analisou o democrata, oposicionista enfático do governo do estado. Prates, entretanto, admite que não é descartada a aproximação entre ele e a base do governo Wagner. “Meu candidato será o candidato que ACM Neto entender que fará o melhor para Salvador. Se ACM Neto entender que Lídice da Mata é o melhor para Salvador, eu votarei em Lídice da Mata. Se ACM Neto entender que o melhor candidato para Salvador é o candidato de Jaques Wagner, eu votarei”, divagou o vereador.

Participando do debate, a vereadora Fabíola Mansur gostou da fala do companheiro de legislativo e adversário político. “Eu acredito na união das esferas e Neto já foi a Dilma e Neto já está lá com a presidenta Dilma e o governador Wagner que é extremamente republicano nessa harmonia toda, investindo milhões aqui em Salvador”, afirmou a socialista. Ele, porém, já tem uma bandeira para empunhar. “A minha candidata, eu sou do PSB, é a senadora Lídice da Mata. Meu voto é pela senadora, por uma primeira governadora mulher”, defendeu Fabíola. No entanto, a própria vereadora sugeriu que existem outras possibilidades. “A oposição tem bons nomes, tem bons nomes dos quatros do PT, temos o Marcelo Nilo, o Otto Alencar. Não é ano de estar entrando em disputa eleitoral. É claro que a gente está plantando essas sementinhas, é bom que os candidatos se viabilizem através de projetos e propostas políticas”, pontuou a socialista.

O tom, cordial no quesito reforma tributária, foi mais provocativo quando o assunto foi a sucessão estadual. “Eu não sou cabrestada”, frisou Fabíola, alfinetando o democrata Léo Prates, que assegurou embarcar no projeto que tiver o apoio do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Entre as supostas alianças no futuro, entretanto, Prates teve uma posição muito clara, quando questionado sobre uma aproximação entre o atual prefeito e o ex-gestor da capital baiana, João Henrique. “Acho difícil que ACM Neto o apoie (João Henrique), mas se ACM Neto entender desta forma, caminharei com quem o prefeito ACM Neto entender”, tergiversou o democrata.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: