Marcelo Nilo compara ACM Neto a JH e líder do governo rebate

Ainda na busca por se firmar como candidato da base do governo estadual, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (PDT), escolheu o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), como alvo para ataques em entrevista à Rádio Sociedade nessa terça-feira (23/4), comparando-o, inclusive, ao ex-prefeito João Henrique, que deixou o cargo com altos índices de rejeição. Afirmando estar preparado para a disputa com outros pré-candidatos de legendas aliadas ao governador Jaques Wagner – frisando que a candidatura só sai se tiver o apoio do chefe do Executivo baiano -, Nilo utilizou o espaço para criticar o prefeito da capital baiana, apontado, entre os oposicionistas, como um dos nomes decisivos para a corrida eleitoral de 2014.

Sempre provocado pela imprensa a avaliar os primeiros meses da administração de Salvador, Nilo não fez rodeios e disparou: “ACM Neto fez muito pouco, não vejo muita diferença de Neto para João Henrique”. Para amenizar o tom, entretanto, o presidente do legislativo estadual tentou minimizar a participação do prefeito no processo que culminou com a transferência da administração do sistema metroviário para o governo do estado. “A única coisa [feita pelo prefeito] é que ele reconheceu é que não tinha condições de fazer o metro e teve a grandeza de passar para o estado”, defendeu Nilo, ao mesmo tempo em que enalteceu a atuação do governador Jaques Wagner. “A iluminação melhorou? O transporte tá melhor? A iluminação?”, completou o pedetista.

Mesmo que pouco claro, o tom eleitoral do presidente da Assembleia foi observado pelo líder do prefeito na Câmara de Salvador, vereador Joceval Rodrigues (PPS). De acordo com o governista, a fala de Nilo demonstra que “eles [integrantes da base aliada de Wagner] estão preocupados com o cabo eleitoral ACM Neto em 2014”. Ao rebater as críticas do deputado estadual, Joceval listou o que, para ele, representam avanços realizados pela prefeitura nesses quatro meses iniciais da nova administração no Palácio Thomé de Souza, como o reordenamento dos estacionamentos, dos ambulantes, além do programa ‘Domingo é Meia’ e o próprio metrô, classificado pelo próprio Nilo como uma evolução quando comparado ao antecessor, João Henrique.

“Ninguém pode negar como o povo se sente com a presença do prefeito. Isso melhora a auto-estima da população e isso pode ser observado em Salvador. O prefeito ACM Neto conseguiu em quatro meses destravar algo que estava na gaveta há doze anos, que foi o caso do metrô”, exemplifica o líder do governo na Câmara. Na opinião de Joceval, “o prefeito fez tão pouco, mas tão pouco, que está incomodando os adversários”. Apesar de escolhido como alvo por Marcelo Nilo, por enquanto, as afirmações do prefeito sugerem que não há possibilidade dele alçar vôos mais altos, em direção ao Palácio de Ondina já em 2014. Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da prefeitura preferiu não tecer comentários acerca das declarações do presidente da Assembleia.

* Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 24 de abril de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: