Geddel ajudará na interlocução entre Neto e Dilma

Vice-presidente da Caixa e um dos lideres do PMDB baiano, Geddel Vieira Lima enumerou ontem em entrevista à Tudo FM os problemas que o futuro prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), deve enfrentar a partir do dia 1º de janeiro, a começar pelas dificuldades financeiras do município. Para o peemedebista, tanto o democrata quanto os demais candidatos a prefeito da capital baiana sabiam que a situação é “absolutamente catastrófica”, mas não irreversível.

“Eu sempre fui contra esse discurso de herança maldita, porque quando ACM Neto se candidatou, ele sabia as dificuldades que ia ter pela frente. A prefeitura está com um grau de inadimplência muito grande. Eu acho que esse vai ser o primeiro grande desafio que o prefeito eleito vai ter pela frente. Creio que a sociedade há de lhe dar esse crédito, de arrumar uma casa que está absolutamente desestruturada, para, a partir daí, se credenciar”, avaliou.

“Terminada a eleição, eu coloquei o vice-presidente Michel Temer em contato com ACM Neto para que ele fosse o condutor de um entendimento inicial ou até um preparador para um contato com a presidente Dilma Rousseff”, relatou Geddel. Ele, entretanto, ressaltou o posicionamento do governador Jaques Wagner, que também se colocou disponível para fazer essa interlocução do prefeito eleito junto ao Planalto. “Eu considero absolutamente maduras [as declarações] dentro do jogo democrático, de que ele inclusive como membro do mesmo partido da presidente está disposto a ajudar nessa interlocução”. Essa intermediação entre ACM Neto e as instâncias federais terão ainda o apoio dele, através do relacionamento de Geddel com a Esplanada. “Eu articulei junto ao Ministério do Turismo, junto ao Ministério da Integração Nacional, para deixar algumas coisas empenhadas para que essa gestão pudesse começar trabalhando, trazendo benefícios para Salvador”, antecipou Geddel.

“O deputado ACM Neto deixa claro que tem uma postura política muito clara, mas que quer as parcerias sérias, corretas, objetivas, transparentes para ajudar a cidade de Salvador”, avalia o peemedebista. Na opinião dele, a eleição de ACM Neto é “a cartada da vida” do democrata, que vai fazer tudo “para não errar”. “O governo estadual e o governo federal tratarem bem Salvador, não é tratar bem o prefeito não, ele é apenas um agente que terá responsabilidade de gerir os interesses de Salvador. Ninguém prejudica o prefeito, seja ele quem for. Prejudica a cidade”.

* Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 08 de novembro de 2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: