Equipe de transição será conhecida hoje

Após uma longa reunião entre João Henrique (PP) e ACM Neto (DEM) na quinta passada, o atual prefeito e o futuro ocupante do Palácio Thomé de Souza anunciam hoje os nomes da equipe responsável pela transição entre as administrações. Do lado do democrata, o ex-governador Paulo Souto coordenará os trabalhos, ancorado no plano de governo baseado por ele ainda durante a campanha eleitoral. Já João Henrique não antecipou nomes, porém fontes próximas ao prefeito dão como certa a indicação do secretário de Planejamento, Oscimar Torres, que também é titular da Secretaria da Fazenda de Salvador, além de um integrante da procuradoria do município e outro da controladoria.

Basicamente seriam esses os indicados pelo prefeito, porém há a expectativa de que outras duas pessoas componham o grupo, num total de cinco. De acordo com a assessoria de ACM Neto, o prefeito eleito aguarda a indicação desses nomes pela atual gestão para finalizar a equipe de transição nomeada por ele. No total, segundo informações preliminares, 10 pessoas farão a análise da situação jurídica e contábil da prefeitura durante os últimos dois meses de 2012, facilitando para a posse do próximo secretariado.

Na última quinta-feira, o atual prefeito e seu sucessor tiveram como temas-base da reunião o funcionamento da transição e a atuação das duas equipes, além de discutir três importantes eventos que estão por vir: Carnaval 2013, Copa das Confederações e a Copa do Mundo 2014. No centro do encontro ainda estava a mobilidade urbana na capital baiana, com destaque ao sistema metroviário e a construção da Linha Viva, projeto capitaneado pela atual administração que prevê uma via paralela a Avenida Paralela com cobrança de pedágio.

Os desafios da equipe de transição é tentar reduzir as arestas deixadas por João Henrique nos oito anos de mandato. Apesar de possuir duas contas com pareceres negativos emitidos pelo Tribunal de Contas dos Municípios – os exercícios de 2009 e 2010, que aguardam votação na Câmara de Salvador, o prefeito João Henrique prometeu que cumprirá a Lei de Responsabilidade Fiscal, repassando o Executivo sem passivos para o futuro governante. Ainda assim, ACM Neto declarou que pretende tomar medidas de austeridade no governo, provocando economia de até 20% nos contratos de terceirizados.

Auxiliado por um ex-governador apontado como exemplo de eficiência administrativa, o prefeito eleito deve acompanhar de perto e conhecer detalhes da atual estrutura da prefeitura antes de tomar a posse em 1º de janeiro. À imprensa, Paulo Souto destacou que participou da transição do próprio governo para a administração de Jaques Wagner em 2006 e ressaltou que a equipe liderada por ele será reduzida e com, no máximo, 10 pessoas.

* Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 05 de novembro de 2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: