Novo prefeito de Feira vai ter salário igual ao da presidente Dilma Rousseff

Dilma Rousseff e José Ronaldo serão iguais a partir de 1º de janeiro de 2013. Pelo menos no contracheque, a chefe da nação petista e o prefeito democrata eleito de Feira de Santana compartilham exatamente a mesma remuneração: R$ 26.723,13 por mês. A semelhança entre Dilma e Ronaldo acaba nesse ponto. O dado chama atenção, especialmente pelo reajuste na Princesa do Sertão ter passado despercebido no mês de agosto, quando foi aprovado pela Câmara de Vereadores em meio à corrida eleitoral, porém a polêmica voltou à tona quando os edis de Salvador votaram reajuste de 44,5% para si, e um incremento de mais de R$ 8 mil para o futuro prefeito da capital, que atinge o rendimento mensal de R$ 18.038,10. Segunda maior cidade da Bahia, Feira de Santana entra para o rol das cidades com salários equivalentes ao da presidente Dilma.

Com salário digno de uma grande metrópole, o prefeito de Feira de Santana entra para o rol dos mais bem remunerados prestadores de serviço público do país. Comparado às capitais, o salário do ocupante do Palácio Thomé de Souza será menor que os recebidos pelos prefeitos de cidades como Maceió (AL), Palmas (TO), Belo Horizonte (MG), Macapá (AP), Aracaju (SE), São Paulo (SP) e São Luís (MA). Já o prefeito de Feira de Santana receberá, em contracheque, valor superior a todos os mandatários das capitais brasileiras, sendo idêntico ao do chefe do Executivo de Curitiba (PR). A diferença é que os dirigentes curitibanos – o próximo pode ser Gustavo Fruet (PDT) ou Ratinho Jr. (PSC) – mantém uma tradição de devolver R$ 8,7 mil para os cofres públicos desde 2005.

A Câmara de Vereadores de Feira, entretanto, foi menos generosa com os próprios salários. Ou melhor, manteve os mesmos padrões dos vereadores de Salvador, o teto legal de 75% do salário dos deputados estaduais para as cidades com mais de 500 mil habitantes. Os 21 vereadores que tomam posse em 1º de janeiro de 2013 – apenas cinco conseguiram reeleição – começam os mandatos com rendimentos de R$ 15.031,76 cada.

Apesar de ser o grande beneficiado com a decisão da Câmara feirense e da sanção do atual prefeito, Tarcízio Pimenta (PDT), José Ronaldo afirmou à Tribuna que desconhece qualquer notícia sobre o reajuste salarial concedido a prefeitos e vereadores.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 27 e 28 de outubro de 2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: