Wagner tenta viabilizar metrô fora do país

A pouco mais de um mês da eleição, o governador Jaques Wagner embarca nesta quarta-feira (5/9) para uma viagem de uma semana, passando por Madri, Singapura e Abu Dhabi com a missão de captar investidores para a parceria público-privada (PPP) responsável por operar o metrô de Salvador. Antes da “missão metrô”, o comandante do Palácio de Ondina reforçou o apoio aos candidatos aliados na capital e no interior do Estado – ainda que indireto -, com visitas a cidades como Camaçari, Madre de Deus, Bom Jesus da Lapa e Feira de Santana.

De acordo com a assessoria do Executivo, a viagem estava programada há algum tempo e o governador deve visitar, principalmente, investidores privados que possuem potencial para participar da licitação para construção e operação do trecho final da linha 1 até Pirajá e de toda a linha 2 do metrô soteropolitano, na Avenida Paralela.

A missão comercial percorre dois importantes centros de investidores, Singapura e Abu Dhabi, e uma das capitais européias com maior extensão de metrô, Madri. Nos três países, ainda, Wagner vai promover o seminário de apresentação do Sistema Metroviário para o capital privado, foco da PPP, que deve, além de finalizar a linha 1 e construir a linha 2, operar o sistema metroviário. Sobre as empresas que fariam parte da agenda, a assessoria informou que detalhes só serão divulgados após o retorno do governador.

A capital espanhola, inclusive, recebe, pela segunda vez, uma comitiva baiana interessada no metrô. Em janeiro, o prefeito de Salvador, João Henrique (PP), e o então ministro das Cidades, Mário Negromonte (PP), e chefe da Casa Civil de Salvador, João Leão (PP), também foram a Madri conhecer o sistema metroviário. Na época, a comitiva progressista apostava que o trecho da linha 1 entre a Estação da Lapa e a Estação Acesso Norte – Rótula do Abacaxi estaria em operação até o último dia 29 de março.

Com a viagem de oito dias, o governador também evita um eventual desgaste no desfile cívico da Independência do Brasil, na próxima sexta, como aconteceu durante o trajeto do Dois de Julho, em que Wagner foi alvo de manifestações pontuais contrárias a administração estadual. Mesmo com redução substancial da rejeição ao governo, como apontado por pesquisas de diversos institutos, Wagner segue com agenda positiva e a exposição no próximo dia 7 poderia criar um embate desnecessário com a população.

Essa visita a Singapura e à Espanha é também a primeira excursão comercial do governador no exterior desde maio, quando Wagner apareceu em reportagem do jornal O Globo como o governador que permaneceu mais tempo fora do país, ficando 78 dias a milhares de quilômetros de distância do Palácio de Ondina, em 14 missões oficiais. A assessoria do Palácio de Ondina, entretanto, frisa que todas as viagens objetivaram parcerias comerciais da Bahia com investidores privados internacionais, assim como a “missão metrô”, que se inicia na próxima quarta.

O projeto da linha 2 do metrô e de finalização da linha 1 segue disponível para consulta pública na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur) até o dia 20 de agosto, quando serão analisadas as sugestões e lançado o edital de licitação, programado para outubro de 2012. Enquanto isso, o trecho de 6 km da linha 1 já finalizado segue sem previsão de funcionamento, mesmo com a recomendação do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo 2014 para que ao menos três estações estejam em funcionamento para a Copa das Confederações, em junho de 2013.

* Publicado originalmente na Tribuna da Bahia de 04 de setembro de 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: