Cláudia Lima deixa Saltur e secretaria adia substituição

Última função de visibilidade do segundo escalão a ser ocupada oficialmente na administração de ACM Neto – o Executivo preferiu aguardar o fim do carnaval para fazer o anúncio -, a presidência da Saltur voltou a ficar vaga depois de seis meses da gestão de Cláudia Lima. A exoneração, segundo o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Cultura, Guilherme Bellintani, aconteceu a pedido e por razões pessoais. “Infelizmente, mudanças na vida pessoal de Cláudia, com a transferência de familiares para Recife, tornaram inconciliável a permanência dela na Saltur”, apontou Bellintani.

Ao tempo em que rende elogios a antiga subordinada, o secretário admite que a saída de Cláudia “deixa uma lacuna muito grande e saudades na Secretaria”. “Cláudia chegou na Secretaria em março, vinda da iniciativa privada, uma pessoa extremamente competente. Era, de certa forma, uma combinação perfeita para o que a gente precisava na Saltur. Mas, infelizmente, a vida nos traz surpresas, Cláudia ainda tentou conciliar por um período, mas estava complicado, e essa é uma decisão conjunta nossa, do prefeito e dela”, salientou o titular do Desenvolvimento, Turismo e Cultura.

Sobre os eventuais substitutos, Bellintani preferiu reserva. Em conversa com a Tribuna, o secretário assegurou que a decisão vai ser tomada num breve espaço de tempo, apesar de não definir claramente uma data limite para o anúncio de quem vai ocupar a vaga de presidente da Saltur. Ainda assim, ele ressalta que os demais gestores da Saltur, atualmente como diretores de áreas específicas, devem continuar tocando os projetos sem prejuízo no andamento das atividades. “Os nossos diretores são muito bons e vão continuar trabalhando”, afirmou Bellintani, citando os nomes de Eliana Dumet, Paulo Melo e George Barreto. “Qualquer um deles pode ser escolhido como substitutos, inclusive”, sugeriu, deixando em aberto a hipótese ventilada na imprensa.

“Esse é um assunto que a gente vai discutir com muito cuidado. Apesar da saída de Cláudia deixar uma lacuna, a gente não tem nenhuma pressa na substituição, na definição de um novo nome. A gente sabe que tem coisas que são emergenciais na administração pública, mas, de certa forma, a cautela também pede que a gente analise muito bem os nomes que vão ser propostos. Não haverá nenhuma solução de continuidade porque, de certa forma, a Secretaria e a Saltur funcionam no mesmo prédio, no mesmo ambiente”, sinalizou o secretário. Mesmo sem elencar um prazo definido, Bellintani adiantou que existe a perspectiva da escolha ser anunciada até a próxima semana. “Talvez tenhamos uma definição até lá”, indicou.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 10 de setembro de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: