Vereadores definem o colégio de líderes

A confirmação de que Fabíola Mansur seria a líder do PSB na Câmara de Salvador confirma a formação completa do colégio de líderes, órgão colegiado da Casa que define, entre outras coisas, a pauta de votações e o calendário de discussões das matérias do Executivo e do próprio Legislativo. Com representações de 20 partidos, o colégio será formado ainda pelos líderes de governo, Joceval Rodrigues (PPS), e de oposição, Gilmar Santiago (PT), além do próprio presidente, Paulo Câmara.

Como único representante do PPS na Casa, Joceval acumula também a liderança da sigla. Além dele, PSOL, com Hilton Coelho, PMN, com Cátia Rodrigues, PR, com Isnard Araújo, PRP, com Alemão, PTB, com Edvaldo Brito, e PDT, com Odiosvaldo Vigas, são únicos eleitos por suas legendas e possuem cadeira cativa no colegiado. Os demais integrantes do colégio foram escolhidos mediante acordos das bancadas com os respectivos diretórios municipais.

No PSD, a liderança coube ao estreante Duda Sanches – que detém ainda o título de mais jovem no parlamento, com 23 anos. “Salvador está desassistida e precisa de um grande empenho de todos nós eleitos pelo povo para uma melhora significativa. Fazer com que Salvador, os soteropolitanos voltem a sorrir, tenham uma saúde, educação, transporte público de melhor qualidade será uma das minhas principais metas e do PSD”, assegurou Duda Sanches, que foi eleito com 8.471 votos.

Outras legendas variaram entre a experiência de antigos integrantes da Câmara e novatos, que chegaram com a renovação do Legislativo. No PCdoB, a liderança do partido coube ao experiente Everaldo Augusto, situação similar a do PT, que escolheu Moisés Rocha para a liderança da sigla na Câmara. Com dois vereadores com história no Legislativo, o PMDB delegou a liderança a Pedrinho Pepê. Já o PRB optou pela vereadora Tia Eron, também com mais de um mandato na Casa. O PSC, com dois vereadores reeleitos, deixou Heber Santana como representante da legenda no colégio de líderes.

Estreantes também dominaram as indicações do PTN, PV, DEM, PP, PSL e PSDB. Destes partidos, apenas PTN e PP possuem vereadores reeleitos e ainda assim optaram por Toinho Carolino e Euvaldo Jorge, ambos em primeiro mandato. Os demais detinham opções apenas com novatos. O DEM terá Léo Prates na liderança, o PV caberá a Marcell Moraes e o PSL terá José Trindade como representante no colégio. Já o PSDB, que possui apenas duas cadeiras no Legislativo e a presidência da Câmara, deixou Soldado Prisco na liderança partidária. São esses líderes partidários que definem, por exemplo, quando matérias como as contas do ex-prefeito João Henrique ou a reforma tributária serão analisadas pela Câmara.

*Publicado originalmente na Tribuna da Bahia de 15 de fevereiro de 2013. Reprodução autorizada desde que citada a origem da matéria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s