Campanhas de ACM Neto e Pelegrino custaram mais de R$ 41 milhões

Em uma campanha milionária, a diferença de R$ 2,3 milhões entre as despesas dos dois candidatos que chegaram ao segundo turno na capital baiana, ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT), mostra que a disputa foi acirrada em todos os sentidos.

De acordo com a prestação de contas final das eleições 2012, cujo prazo da pretação a Justiça Eleitoral encerrou ontem, o vencedor do pleito cravou uma marca de R$ 21.948.636,11 em gastos, e o segundo colocado nas urnas utilizou R$ 19.635.910,72 para tentar convencer os eleitores soteropolitanos a votar nos projetos – com direito a muita publicidade, despesas com pessoal e, como bons brasileiros, alguns milhares de reais em encargos financeiros. No total, incluindo os candidatos que ficaram no primeiro turno das eleições, a campanha eleitoral custou quase R$ 50 milhões, com doações diversas, provenientes de pessoas físicas e jurídicas.

Além de ter gastado mais, o democrata foi também o campeão em arrecadação. Terminou a eleição 2012 com um total arrecadado de R$ 21.954.791,70, a maior parte originária de doações dos diretórios nacional, estadual ou distrital do partido. Conhecidas como doações indiretas, ou seja, transferidas via legenda, esses recursos equivalem a 89% do total utilizado por Neto no certame. No item maior doador individual, o grupo Itaú Unibanco S.A. lidera a lista, com duas transferências que totalizam R$ 250 mil. Apesar de ser o candidato que mais gastou, o prefeito eleito economizou. No final, sobraram pouco mais de R$ 6 mil, que retornam para a sigla.

Menos equilíbrio nas contas teve o candidato Nelson Pelegrino. As despesas do petista ultrapassaram R$ 4,1 mi do total arrecadado durante a campanha eleitoral. Segundo colocado, Pelegrino amealhou R$ 15.520.798,22, amargando um prejuízo para além das urnas. Nas doações indiretas, por meio dos diretórios nacional, estadual e distrital do partido, o percentual do petista foi menor que o do democrata, cerca de 70%, apresentando mais detalhes dos doadores, dois deles com cifras de R$ 1 milhão cada um, a Cervejaria Petrópolis S.A. e a UTC Engenharia S.A.

*Publicado originalmente na Tribuna da Bahia de 28 de novembro de 2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: