Candidatos à Prefeitura de Salvador trocam farpas em debate no rádio

O debate realizado nessa sexta (19/10) na rádio Sociedade AM entre os candidatos a prefeito de Salvador no segundo turno, Nelson Pelegrino (PT) e ACM Neto (DEM), acabou ficando muito semelhante ao encontro do dia anterior na Band Bahia, com a diferença de ter avançado no campo das proposições de cada um. Petista e democrata trocaram acusações e se esforçaram para desconstruir o adversário, baseados em afirmações e apresentações de programas ao longo da campanha. Mais engessado em alguns pontos que o da televisão, o embate no rádio discutiu temas diversos, entre eles o Bolsa Família, a segurança pública e a mobilidade urbana.

“O eleitor quer saber qual é a proposta dele [ACM Neto] para Salvador, o eleitor quer saber quem é o responsável pela situação em que se encontrar a cidade. Nós estamos divergindo da atual administração e estamos construindo alternativas para a gestão”, alfinetou Pelegrino. A provocação de Neto seguiu a mesma linha, atacando o governo da Bahia. “Também quero aproveitar para continuar mostrando as nossas propostas para a cidade de Salvador, mostrar que de fato a mensagem de transformação da realidade na capital vem com a minha candidatura. O PT governa a Bahia há seis anos, e o candidato Nelson Pelegrino diz que vai fazer várias coisas, mas a pergunta é: por que não fez até hoje? O PT da propaganda é um, o PT da realidade é outro”, criticou o democrata.

Os candidatos se dedicaram a temas escolhidos por sorteio e a perguntas entre si. ACM Neto apresentou suas ideias para o meio ambiente, para o problema com a falta de vagas de estacionamento e para a educação. Entre as prioridades, segundo o candidato do DEM, estão a solução para o problema do transporte público na capital baiana e o investimento em educação de tempo integral para jovens e adolescentes. Ainda na fase de temas sorteados, o democrata apresentou seu programa para geração de emprego e renda, dando a entender que numa virtual administração deve priorizar o desenvolvimento do comércio em bairros periféricos.

Do lado petista, os temas foram trânsito, uso de serviços terceirizados, lazer e saúde. O candidato destacou intervenções como a Avenida 29 de Março, ligando Cajazeiras à Avenida Paralela, a reavaliação de todos os contratos do Palácio Thomé de Souza, investimentos em esporte e lazer em regiões periféricas e reiterou a necessidade do alinhamento com os governos federal e estadual para ampliação das redes de saúde.

* Publicado originalmente na Tribuna da Bahia de 20 de outubro de 2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: