“Nem que a pesquisa mostre 110% eu sou candidato”, garantiu ACM Neto

Apesar de uma pressão considerável a partir da divulgação de pesquisas de intenção de voto, o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) voltou a reiterar que não considera a hipótese de deixar o Palácio Thomé de Souza antes de 2016, quando finaliza a gestão. “Nem que a pesquisa mostre 110% eu sou candidato”, garantiu, quando provocado sobre os levantamentos que o colocam como favorito na corrida pela sucessão estadual no próximo ano. Segundo o prefeito, a razão primordial é o curto espaço de tempo dele na prefeitura, que impede uma consolidação dos prognósticos dele para a capital baiana.

“Até abril do ano que vem, o legado que eu vou deixar para Salvador, a transformação que a gente vai fazer nessa cidade é de organização da prefeitura, de ajuste das contas e de retomada da credibilidade do município. Mas as grandes transformações, as obras, os grandes projetos não vão acontecer até abril de 2014”, avaliou . Para ele, há o receio de herdar a pecha de ter sido eleito para não terminar o mandato. “Eu não vou entrar para história como prefeito que foi eleito, num cenário de libertação da população e depois deixou a prefeitura com um ano e três meses de mandato. Essa hipótese está completamente descartada”.

Em clima até de descontração, ACM Neto brincou com os números das pesquisas que o colocam como um dos principais nomes da corrida pelo Palácio de Ondina em 2014. “Eu fico feliz de ver que meu nome é lembrado nas pesquisas, mas mesmo que eu tenha 110% – o que é impossível (risos) –¸ se eu tiver 99%, se eu tiver 100% nas pesquisas, meu único propósito, meu único objetivo é ficar na prefeitura de Salvador, trabalhando como eu estou trabalhando, 12h a 14h por dia, sem nenhum sábado de descanso, para 2016, quando eu encerrar o meu governo, eu entregar uma cidade muito melhor do que eu recebi”, reforçou.

Segundo o chefe do Executivo soteropolitano, não é o momento de falar sobre política, até mesmo pelo foco empregado por ele na administração da capital baiana. “Eu, nesse momento, não tenho conversado sobre política. Minha vida está dedicada a governar Salvador, a administrar essa cidade, a superar as dificuldades e vencer os desafios”, reiterou ACM Neto, apesar de citar, após insistência, alguns nomes que podem disputar a eleição, como Paulo Souto, José Ronaldo e José Carlos Aleluia, do DEM, João Gualberto (PSDB) e Geddel Vieira Lima (PMDB). “No momento certo, eu vou discutir política e me posicionarei. Mas sem prejudicar a administração. É o que eu tenho feito desde o começo e a minha relação com o governador Jaques Wagner e com a presidente Dilma Rousseff é exatamente para garantir que a política não atrapalhe a nossa cidade. E eu não vou deixar atrapalhar”, completa.

*Publicada originalmente na Tribuna da Bahia de 03 de setembro de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: